Matéria publicada originalmente no jornal Boca Raton Tribune.

English Version Below

Nossa economia crescente trouxe consigo oportunidades de emprego abundantes. Cortes de impostos e desregulamentação impulsionaram a criação de empregos. Desde a posse do presidente Donald Trump, em janeiro de 2017, 5,4 milhões de empregos foram criados e mais pessoas estão trabalhando na América do que nunca. A taxa de desemprego caiu para 3,6%, a taxa mais baixa desde 1969, e no ano passado vimos uma maior parcela de pessoas entrando em nossa força de trabalho desde que começamos a rastrear no início dos anos 90.

Por meio do Compromisso da Casa Branca com os Trabalhadores da América, os criadores de empregos em todo o país se comprometeram com quase 10 milhões de oportunidades de treinamento, qualificação ou reciclagem para estudantes e trabalhadores americanos.

Nosso próspero mercado de trabalho traz novos desafios, no entanto. Nossa economia tem 7,4 milhões de empregos abertos e, por 14 meses consecutivos, teve mais vagas de emprego do que quem procura emprego. À medida que as empresas procuram preencher esses empregos, temos a obrigação de procurar novas formas de capacitar a força de trabalho dos EUA com as habilidades necessárias que os empregadores precisam.

O modelo de aprendizado de educação de habilidades funciona bem na América e em toda a Europa. Aprendizagem é uma oportunidade de ganhar e aprender onde os indivíduos recebem salários e adquirem as habilidades relevantes para sua carreira escolhida, sem os encargos de empréstimos estudantis e dívidas relacionadas.

Desde janeiro de 2017, mais de 500.000 pessoas ingressaram em programas de aprendizagem registrados no Departamento do Trabalho ou em suas jurisdições estaduais. O salário inicial médio para indivíduos que completaram estágios é de mais de US $ 70.000. A Aprendizagem oferece um caminho para um salário que permita a sustenção de famílias e com plano de carreiras.

Nossa nação precisa capacitar mais indústrias e profissões para gerar oportunidades de aprendizado. É por isso que a administração Trump está propondo um segundo modelo de aprendizado: O Aprendizado Reconhecido pela Indústria. O programa de Aprendizagem Reconhecida pelo Setor estaria ao lado das existentes Aprendizagem Registrada do Departamento do Trabalho, que obtiveram sucesso na construção civil. Este programa permitiria as indústrias se unirem através de associações, consórcios, organizações sem fins lucrativos e outros mecanismos para oferecer educação de habilidades aos estudantes e trabalhadores americanos.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXxxx

Trump’s management will keep the US running

Our growing economy has generated abundant job opportunities. Tax cuts and deregulation have boosted job creation. Since President Donald Trump’s inauguration in January 2017, 5.4 million jobs have been created and more people are working in America than ever before. The unemployment rate has dropped to 3.6%, the lowest rate since 1969, and last year we saw the highest share of people entering our labor force from the sidelines since we started tracking back in the early 1990s. Through the White House’s Pledge to America’s Workers, job creators around the nation have committed to nearly 10 million training, upskilling or reskilling opportunities for American students and workers.

 

Our thriving job market brings with it new challenges, however. Our economy has 7.4 million open jobs, and for 14 months in a row, it has had more job openings than job seekers. As businesses look to fill these jobs, we have an obligation to look for new ways to empower America’s workforce with the in-demand skills that employers need.

 

The apprenticeship model of skills education works well in America and throughout Europe. Apprenticeships are an earn-and-learn opportunity where individuals receive salaries and acquire the skills relevant to their chosen career, without the burdens of student loans and related debt. Since January 2017, more than 500,000 people have entered apprenticeship programs registered with the Department of Labor or its state counterparts. The average starting salary for individuals who have completed apprenticeships is over $70,000. Apprenticeships offer a pathway to a family-sustaining wage and fulfilling careers.

Our nation needs to empower more industries and professions to embrace apprenticeship opportunities. That is why the Trump administration is proposing a second apprenticeship model: the Industry-Recognized Apprenticeship. The Industry-Recognized Apprenticeship program would stand alongside the Labor Department’s existing Registered Apprenticeships, which have found success in the building trades. This program would enable industries to come together through associations, consortia, nonprofits, and other mechanisms to offer skills education to American students and workers.

ÚLTIMOS ARTIGOS

Social Responsibility

Coquetel da Independência na Central Flórida Brazilian American Chamber of Commerce, uma nova Câmara após o mandato do Heraldo muito bem sucedido por Miguel Kaled, com o excelente marketing(...)

face linkedin twitter whatsapp

Abertura de impeachment contra Trump afetará relações Brasil-EUA?

English Version Below O processo de impeachment de Donald Trump não impactará relações com o Brasil, mas China pode tirar proveito da situação para enfraquecer republicano, disse à Sputnik(...)

face linkedin twitter whatsapp

Expo Florida 2019 – Um Grande Sucesso da Brasilidade

O Centro Comunitário Brasileiro organizou um grande evento de brasilidade no Broward County Convention Center em Fort Lauderdale. Foi o maior evento já realizado sobre produtos e serviços brasileiros(...)

face linkedin twitter whatsapp
ArabicChinese (Simplified)Chinese (Traditional)EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish