english version below

 

Business com brasileiros na América:
Como se aliar a pessoas de bem e fugir dos golpes

Em busca de oportunidades de trabalho, negócios e melhores condições de vida, milhares de pessoas migram anualmente do Brasil para os Estados Unidos.
Estima-se que perto de 1,5 milhão de brasileiros vivem na América, sendo que desses, bem mais de 300 mil residem na Flórida.
A gigantesca maioria é composta por pessoas sérias e determinadas que lutam pelo chamado sonho americano.
Entretanto, uma quantidade infima age sem nenhuma ética, iludindo e enganando os que acabaram de chegar ou até mesmo os que ainda estão em nosso país e querem investir na América.
Para deixar claro que a comunidade brasileira na América, em sua quase totalidade, é composta por pessoas bem- intencionadas, e também para dar dicas sobre como evitar qualquer dissabor aos que querem morar ou investir nos Estados Unidos, entrevistamos brasileiros que vivem aqui e são verdadeiros exemplos de ética.

Por meio de suas atuações em diversos segmentos, associaçõess, câmaras de comércio, ajudam direta e indiretamente muitas pessoas.
Morando há 23 anos nos Estados Unidos, Carlo Barbieri é fundador e CEO do Oxford Group, empresa que originalmente surgiu no Brasil há 45 anos e que há 29 anos se fixou na América, realizando um trabalho de internacionalização de empresas e prestando assessoria com 181 tipos de serviços diferentes.
Com sua vasta experiência profissional e também como membro da comunidade brasileira na Flórida, Barbieri explica ao futuro investidor os cuidados que devem ser tomados para não cair em falsas promessas.

“O primeiro ponto é conhecer o histórico da empresa ou da pessoa que está propondo um negócio, para quem ela já prestou serviços, tem que levantar a fundo todas as informações, pois o que vemos após o surgimento da Internet é uma facilidade grande que alguns possam fabricar uma imagem através do YouTube ou de outras mídias sociais, por isso, é importante conhecer o negócio de perto, ir ao local, ver se a empresa existe mesmo, se possui um codigo de ética, qual e a capacitação do quadro dessa empresa e se a pessoa que está falando através de uma midia social tern mesmo conhecimento.”

Segundo Barbieri quem vem residir na América deve ficar atento também aos que chegam oferecendo serviços para resolver uma série de coisas: TV, seguro, casa, carro etc.
“É preciso ter cuidado com ofertas genéricas, tern gente que sem nenhuma capacidade oferece uma fórmula mágica, um jeitinho, mas isso nao existe.
Há outros que só tem um conhecimento vago e superficial, na verdade, pesquisando no Google, mas passam a idéia de ser de uma empresa estruturada.”

Sobre a compra de imóveis, seja para residir ou investir, Barbieri tern uma dica interessante:
“Quanto mais perguntas o corretor fizer ao interessado sobre o tipo de imóvel que ele procura, se a decisão é mesmo definitiva, se tern crianças em idade escolar, onde ficará seu negócio, se pedir a participação da familia do interessado para contribuir no processo decisório etc., mais claro fica que se trata de alguém sério, que quer o melhor para o possível cliente.
Por outro lado, se o corretor já chega dizendo que tern uma oportunidade imperdível, pode ter certeza que ele está pensando em um ótimo negócio para ele e nao para o comprador”, explica Barbieri.


Business with Brazilians in America:
How to ally with good people and escape scams

Looking for job opportunities, business and better quality of life, thousands of people migrate annually from Brazil to the United States.
It is estimated that close to 1.5 million Brazilians live in America, of which well over 300,000 live in Florida.
The huge majority are serious and determined people fighting for the so-called American dream.
However, a great number acts unethically, deceiving and misleading those who have just arrived or even those who are still in our country and want to invest in America.
To make it clear that almost all of the Brazilian community in America is made up of well-intentioned people, and also to provide tips on how to avoid any unpleasantness to those who want to live or invest in the United States, we interviewed Brazilians who live here and are true examples of ethics.

Through their activities in various segments, associations, chambers of commerce, they directly and indirectly help many people.
Living in the United States for 23 years, Carlo Barbieri is founder and CEO of Oxford Group, a company that originally started in Brazil 45 years ago and settled in America for 29 years, doing internationalization work and advising with 181 types of different services.
With his extensive professional experience and also as a member of the Brazilian community in Florida, Barbieri warns the future investor about the actions that must be taken not to fall into false promises.

“The first point is to know the history of the company or the person who is proposing a business, for whom she has already rendered services, she has to dig up all the information, because what we see after the advent of the Internet is an easy way that some people can build an image or reputation through YouTube or other social media, so it is important to know the business closely, go there, see if the company really exists, if it has a code of ethics, what is the qualifications of that company’s staff and if the person who is speaking through social media really has knowledge. ”
According to Barbieri, those who come to live in America should also be careful about those people who show up offering services to solve a number different things: TV, insurance, home, car, etc.
“You have to be careful with generic offers, there are people who without any skill offer a magic formula, an easy way, but that doesn’t exist.

There are others who only have a vague and superficial knowledge, actually searching on Google, but pass on the idea of being a structured company. ”
As for buying real estate, whether to live or invest, Barbieri has an interesting tip:
“The more questions the broker asks the interested party about the type of property he is looking for, if the decision is really final, if the person has school age children, where will his or her business be, if he asks the interested family to participate in the decision making process etc., certainly this broker is someone serious and wants the best for the potential customer.
On the other hand, if the broker comes up saying he has an unmissable opportunity, you can be sure that he is thinking of a great deal for him and not for the buyer, ” explains Barbieri.

ÚLTIMOS ARTIGOS

CBN

Rádio CBN entrevista Carlo Barbieri sobre o tema – Repercutir movimento dos EUA de taxar Alumínio e aço após acusar Brasil de desvalorizar a moeda de propósito – A(...)

face linkedin twitter whatsapp

Entrevistas – CIEAM e CRITICA

Clique nas matérias para visualizar o conteúdo das entrevistas de Carlo Barbieri

face linkedin twitter whatsapp

2020 – Para onde vai a economia?

english version below 2020 – Para onde vai a economia? Problemas e oportunidades, das 2 maiores economias do mundo. Os EUA, deverão fechar o ano de 2019 com um(...)

face linkedin twitter whatsapp
ArabicChinese (Simplified)Chinese (Traditional)EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish