Boca Raton/FL – Em 2018, segundo o Serviço de Cidadania e Imigração dos EUA – em inglês, USCIS -, foram emitidos 388 vistos EB-5 a brasileiros. O programa do EB-5 foi criado pelo Congresso Americano em 1990, com o principal objetivo de fomentar a economia em áreas consideradas menos privilegiadas no território americano.

Aumentou o número de brasileiros que buscam investir alto em negócios nos Estados Unidos. Dados do Serviço de Cidadania e Imigração dos EUA mostram que o número de vistos EB-5 emitidos para Brasileiros em 2017, foi de 282, enquanto em 2018, o total foi de 388 – um total de 37% de aumento. Em 2016, o número chegou a 150 e em 2015, o total foi de 34. Em 2011, o número de brasileiros que alcançou sucesso em projetos EB-5 foi de apenas 11.

O programa EB-5 busca fomentar a economia em áreas com índice de desemprego acima da média nacional nos EUA. O investidor precisa aplicar os U$ 500 mil em um centro regional apontado em território norte-americano. Tais centros estão presentes em todos os Estados dos EUA e têm o principal objetivo de regularizar investimentos estrangeiros. Eles são responsáveis por intermediar a relação entre o imigrante e o projeto que pretende levantar recursos por meio do EB-5.

O aumento do número de aplicações em projetos tem levantado um alerta de especialistas que auxiliam os brasileiros nesse percurso. O consultor Carlo Barbieri, que dirige o Oxford Group – empresa americana que há mais de 30 anos auxilia brasileiros em projetos EB-5, afirma que informações erradas divulgadas em canais de youtube e falta de experiência de interlocutores tem gerado prejuízos a brasileiros que apostam no EB-5 para ir aos EUA.

“Temos sido muito procurados por brasileiros que cometeram falhas no processo de aplicação do EB-5 por falta de orientação adequada ou até mesmo fraudes. É preciso tomar cuidado com informações disponíveis na internet para não ter problemas na hora de se tornar um investidor EB-5. Somente nos últimos três meses fomos procurados por 12 candidatos ao projeto de investimento que relataram problemas e que pediram nossa ajuda para solucionar os casos”, afirma Barbieri.

Principais erros

Segundo o Consultor Carlo Barbieri, entre os principais erros cometidos por brasileiros que desejam aplicar um EB-5 estão a falta de planejamento correto e falta de atenção ao processo como um todo. Ele também pondera que existem casos em que os projetos não mostram a capacidade de gerar dinheiro no mercado, após os 5 anos para ser devolvido ao aplicador.

“É muito comum pessoas que errem ao se subscreverem aos projetos EB-5 que tem pouca chance de gerar os 10 empregos necessários para que o green card possa ter sua aprovação final. Outro erro é não assegurar que o projeto tenha recursos próprios ou garantias bancárias para a sua conclusão sem o investimento do EB-5. Também o ocorre do projeto pertencer a um Centro Regional que não zela e não o acompanha”, pondera Barbieri.

O prejuízo da orientação errada

Para o empresário Flávio Guedes que buscou investir via EB-5 nos Estados Unidos, o apoio profissional qualificado é fundamental para evitar prejuízos. Ele conta que durante seu processo teve inicialmente orientação de consultores que encontrou no youtube, porém, o desencontro de informações e a falta de profissionalismo e experiência gerou desconfiança.

“Uma das principais dicas para quem quer evitar prejuízos é contratar uma consultoria que tenha experiência em EB-5. Uma empresa experiente te guiará em todo o processo, indicando sempre a melhor escolha e auxiliando neste processo que não é tão simples. Em meu caso, graças a Deus, consegui transferir o suporte para uma empresa séria que conseguiu me ajudar a ter sucesso no meu projeto”, afirma Guedes.

Internacionalização de empresas

Quem não tem todo o montante para investir em projetos EB-5 tem procurado consultorias para internacionalizar suas empresas brasileiras aos EUA. O número de empresas internacionalizadas do Brasil para os Estados Unidos também é cada vez maior.

Segundo a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – APEX Brasil, as empresas brasileiras estão descobrindo os benefícios da ampliação internacional de suas operações e a relação direta com ganhos de competitividade e aumento dos seus negócios no exterior.

Para Carlo Barbieri, que também é economista, o principal benefício da internacionalização de empresas é a oportunidade que os empresários brasileiros tem para levar seus negócios aos Estados Unidos com segurança econômica. “O momento é extremamente oportuno para aqueles que não detém o investimento EB-5, mas que acreditam no potencial de seus negócios nos Estados Unidos”, afirma o consultor.

* Carlo Barbieri é Presidente do Grupo Oxford, a maior empresa de consultoria brasileira nos EUA. Consultor, palestrante e também educador, é Membro fundador e primeiro presidente do Brazilian Business Group, membro fundador e presidente do Brazil Clube membro do conselho da Deerfield Chamber of Commerce. 

In the US, the wave of Brazilian investments provokes alert for those who want to take business to the country

Boca Raton / FL – In 2018, according to the US Citizenship and Immigration Service (USCIS), 388 EB-5 visas were issued to Brazilians. The EB-5 program was created by the US Congress in 1990, with the main objective of promoting the economy in areas considered less privileged in the American territory.

The number of Brazilians seeking to invest heavily in business in the United States has increased. Data from the US Citizenship and Immigration Service show that the number of EB-5 visas issued to Brazilians in 2017 was 282, while in 2018 the total was 388 – a total of 37% increase. In 2016, the number reached 150 and in 2015, the total was 34. In 2011, the number of Brazilians who achieved success in EB-5 projects was only 11.

The EB-5 program seeks to boost the economy in areas with unemployment rates above the national average in the USA. The investor must apply the US $ 500 thousand in a regional center located in North American territory. These centers are present in all US states and have the main objective of regularizing foreign investments. They are responsible for mediating the relationship between the immigrant and the project that seeks to raise funds through EB-5.

The increase in the number of applications in projects has raised an alert of experts that help the Brazilians in this route. Consultant Carlo Barbieri, who runs the Oxford Group – an American company that has been assisting Brazilians in EB-5 projects for more than 30 years, says that misinformation on YouTube channels and lack of experience of interlocutors has generated losses for Brazilians who bet on EB-5 to go to the USA.

“We have been much sought after by Brazilians who have committed flaws in the process of applying EB-5 for lack of proper guidance or even fraud. You need to be careful with information available on the internet so you do not have problems when it comes to becoming an EB-5 investor. Only in the last three months have we been approached by 12 investment project candidates who reported problems and asked for our help in resolving the cases, “says Barbieri.

Main mistakes

According to the consultant Carlo Barbieri, among the main mistakes committed by Brazilians wishing to apply an EB-5 are the lack of correct planning and lack of attention to the process as a whole. He also ponders that there are cases where projects do not show the ability to generate money in the market after 5 years to be returned to the applicator.

“It is very common for people to make mistakes when they subscribe to the EB-5 projects that have little chance of generating the 10 jobs needed for the green card to have final approval. Another mistake is not to ensure that the project has its own resources or bank guarantees for its completion without the EB-5’s investment. The project also belongs to a Regional Center that does not monitor and does not accompany it, “says Barbieri.

The misplaced orientation mismatch

For entrepreneur Flávio Guedes, who sought to invest in EB-5 in the United States, qualified professional support is essential to avoid losses. He says that during his process initially had advice from consultants he met on YouTube, however, the mismatch of information and the lack of professionalism and experience generated mistrust.

“One of the key tips for anyone who wants to avoid losses is to hire a consulting firm that has experience with EB-5. An experienced company will guide you through the process, always indicating the best choice and assisting in this process that is not so simple. In my case, thank God, I was able to transfer support to a serious company that was able to help me succeed in my project, “says Guedes.

Internationalization of companies

Who does not have the full amount to invest in projects EB-5 has sought consultancies to internationalize its Brazilian companies to the USA. The number of internationalized companies from Brazil to the United States is also increasing.

According to the Brazilian Export and Investment Promotion Agency – APEX Brazil, Brazilian companies are discovering the benefits of the international expansion of their operations and the direct relationship with gains in competitiveness and increase of their business abroad.

For Carlo Barbieri, who is also an economist, the main benefit of the internationalization of companies is the opportunity that Brazilian businessmen have to take their business to the United States with economic security. “The timing is extremely timely for those who do not hold the EB-5 investment but who believe in the potential of their business in the United States,” says the consultant.

* Carlo Barbieri is President of the Oxford Group, the largest Brazilian consulting firm in the USA. Consultant, lecturer and also educator, is a founding member and first president of Brazilian Business.

Matéria publicada originalmente na Revista Comex no Brasil

ÚLTIMOS ARTIGOS

Correio Braziliense destaca posicionamento do Presidente da Oxford

Opinião de Carlo Barbieri sobre a eficácia da economia americana para empresários e até para a reeleição do Presidente Trump foi publicada na edição impressa deste que é um(...)

face linkedin twitter whatsapp

Miami… a nova Wall Street do Sul

Matéria publicada originalmente no jornal Boca Raton Tribune English version below Uma lista crescente de funcionários públicos em estados com altos impostos está em estado de alerta de que(...)

face linkedin twitter whatsapp

EB-5 IRÁ MUDAR E PARECE QUE AGORA SERÁ PARA VALER

Matéria publicada originalmente na revista FocoAmerica English Version Below O governo dos EUA vem falando há muitos anos sobre a mudança dos requisitos para o programa EB-5. Houve muitos(...)

face linkedin twitter whatsapp
ArabicChinese (Simplified)Chinese (Traditional)EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish