Até recentemente, a questão do que conta como infraestrutura era uma questão acadêmica. Hoje, graças ao presidente Biden, a proposta de US $ 2 trilhões para atualizar e transformar a infraestrutura dos Estados Unidos é a questão mais discutida e debatida na vida política e econômica americana depois de Covid.Com US $ 2,3 trilhões, o Plano de Emprego Americano está virando cabeças em todo o espectro, seja por sua ambição ou por seu preço.

Biden argumenta que sua proposta, que será “uma vez a cada geração”, é necessária para reavivar o mercado de trabalho, promover a saúde pública e modernizar os sistemas obsoletos dos quais os americanos dependem para energia, trânsito e comunicações. $ 1,2 trilhão para infraestrutura física, como transporte, estradas, aeroportos, saneamento, etc. O plano também inclui $ 400 bilhões para cuidados domiciliares ou comunitários, $ 213 bilhões para habitação acessível e $ 100 bilhões ou mais para veículos Elétricos, energia limpa, escolas e transporte público

Os líderes republicanos afirmam que Biden e seus colegas democratas transformaram toda a sua agenda doméstica na palavra “infraestrutura”. O senador Ted Cruz, do Texas, fez uma caricatura do plano no Twitter: “Aborto é infraestrutura. O controle de armas é infraestrutura. A sindicalização forçada é infraestrutura “. Ele e seus colegas argumentam que infraestrutura” real “é pouco mais do que estradas, pontes, túneis e portos.

É difícil dizer o que a infraestrutura realmente é. Há muita história e pesquisas acadêmicas que sustentam a ideia de que a infraestrutura vai além da ponte. Mas sua plena aceitação em nosso vocabulário popular só veio na década de 1980, quando o presidente Ronald Reagan declarou sua intenção de ajudar as nações em desenvolvimento a construir “a infraestrutura da democracia”, que significava ” o sistema de imprensa livre, sindicatos, partidos políticos, universidades, que permite a um povo escolher seu próprio caminho ”.

Washington está em uma farra de gastos. O presidente Trump aprovou US $ 3 trilhões em ajuda à pandemia no ano passado, e o presidente Biden aprovou outros US $ 1,9 trilhão em março. Agora tínhamos uma proposta de investimento na área de infraestrutura, dando sequência aos 3 trilhões de Trump, e foi sendo desidratada pois os “penduricalhos” ou “jabuticabas”,  como dizemos no Brasil, compunham, novamente mais de 2/3 da intenção de investimento.

O plano é gastar cerca de US $2,3 trilhões em uma variedade de iniciativas, das quais apenas algumas estão realmente relacionadas ao fornecimento de infraestrutura civil ou social pesada. Ou seja, há um monte de coisas que se combinam neste plano que quase ninguém que estuda infraestrutura definiria a infraestrutura – como  cuidado de idosos, liderança educacional, etc. – que normalmente estão sob o título de vários programas sociais.

É problemático ver tudo isso combinado em uma iniciativa em que parece haver muito pouca política. Mais da metade do plano parece ser gasto em coisas que normalmente não são consideradas infraestrutura civil. Se você considerar apenas aqueles que são – água e estradas e pontes – não parece haver muito em termos de reforma política ou mudanças na forma como a infraestrutura é fornecida nos Estados Unidos.

Em outras palavras, parece ter uma abordagem de tamanho único, que é a noção de que os gastos federais nesses setores terão efeitos tremendos sobre os resultados. E isso levanta uma série de questões por demais políticos. Logo após a comunicação do “acordo “ a base do partido no Governo, insurgiu-se pelo corte das gordas verbas inseridas para benefícios  para uso político e ameaçou o presidente com retaliações e tudo voltou a estaca zero.

Como vemos, a falta de espírito público e uso do dinheiro do contribuinte para fins político-partidários, não é privilegio de países subdesenvolvidos ou republicas não democráticas da América latina.

Aqui de todo o plano, apenas poco mais de $500 bilhoes é para a infraestrutura. Não tem apenas umas jabuticabas, tem uma jaca inteira que terá que ser desidratada para caber na realidade fiscal americana

Abrir Whatsapp
Precisa de ajuda?
Olá,
Como posso ajudá-lo?