Matéria publicada originalmente no jornal Boca Raton Tribune

Com o crescimento contínuo da economia dos EUA até mesmo as pessoas mais céticas acreditam que o valor da propriedade residencial continuará a aumentar nos próximos anos.

Em discurso ao Rotary Club de Boca Raton Sunrise, semana passada, dois profissionais do setor imobiliário discutiram a situação dos mercados de habitação e financiamento.

As seguintes estatísticas nacionais foram trazidas à nossa atenção:

 

 

 

As previsões nacionais indicam um aumento de 4,3% no valor das moradias até o final de 2019, alta de 2,8% em 2020, alta de 2,5% em 2021, alta de 3,0% em 2022 e aumento de 3,4% em 2023.

 

Descrição da evolução dos padrões de preço nos últimos 30 anos

 

 

 

 

 

“Entre agora e 2023, as previsões mostram um ganho esperado de 17%”, disse:

 

“Historicamente, fora da bolha, as projeções dos preços dos imóveis resistiram bem.”As taxas de propriedade de imóveis residenciais caíram, mas agora estão em ascendência novamente. Millennials estão comprando. Eles querem entrar em casas porque é mais barato do que alugar.

Foi explicado por que esse número aumentou. “Por muitos anos, era mais caro comprar do que alugar. Agora é mais caro alugar. Nas pesquisas, os millennials que alugam dizem que estão determinados a comprar uma casa, de fato, 73% dos inquilinos da geração Y planejam comprar uma casa nos próximos três anos “.

Outro fato interessante que saiu na apresentação centrou-se na recuperação do percentual de proprietários. Esse número caiu de 69,2% em 2004 para 63,7% em 2015. “Mas esse número aumentou para 64,8% no ano passado e está claramente aumentando.”

Um indicador significativo da permanência da casa própria é o percentual de proprietários com 35 anos ou menos, que passou de 34,5% para 36,5% no último trimestre de 2018.

Isso pode ter sido o resultado de uma mudança no padrão de compra de casa dos millennials. Hoje, 66% estão determinados a comprar uma casa, o que representa uma mudança fundamental de atitude que ocorreu nos últimos cinco anos.

Fizemos mais pesquisas sobre o mercado imobiliário e encontramos um artigo interessante no mansionglobal.com, um site de propriedade da News Corp. O website cita vários economistas que, há alguns meses, reverteram suas previsões anteriores de um mercado imobiliário conturbado neste ano. Eles fizeram uma reviravolta e declararam que os preços das casas estão a caminho de crescimento nos próximos meses.

Essas revisões, segundo o artigo, surgiram devido a uma queda imprevista nas taxas de hipoteca.

Pesquisadores do realtor.com – também de propriedade da News Corp. – agora dizem que esperam que os preços dos imóveis nos EUA subam quase 3%, um aumento da previsão anterior de 2,2%. Ainda assim, eles dizem que as vendas totais serão fixas neste ano em comparação a 2018, mas a queda deve resultar em apenas uma queda de 0,3% no final do ano.

“O mercado imobiliário de 2019 é diferente do que prevíamos em 2018, principalmente devido a uma queda inesperada nas taxas de hipoteca em janeiro deste ano, disse Danielle Hale, economista-chefe da realtor.com.

As taxas de hipotecas atingiram o pico em novembro de 2018, chegando a quase 5%, desestimulando os compradores de residências no final de 2018 e alimentando previsões de desaceleração no mercado imobiliário este ano. Mas o Fed mudou seu curso de aperto monetário no início de 2019 e optou por manter as taxas de juros estáveis ​​por enquanto.

xXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXx

Real Estate, mortgage markets from local pros.

With the continuing growth of the US economy, even the most skeptical people believe that the value of residential property will continue to increase in the coming years.

In a speech to the Boca Raton Rotary Club Sunrise this past week, two real estate professionals discussed the state of the housing and financing markets.
The following national statistics was bringing to our attention:

National forecasts indicate an increase of 4.3% in home values by the end of 2019, a 2.8% hike in 2020, a 2.5% spike in 2021, a 3.0% upward push in 2022 and 3.4% increase in 2023.

How price patterns evolved over the past 30 years:

“Between now and 2023, the predictions are showing an expected gain totaling 17%,” was said”.  “Historically, outside of the bubble, home price projections have held up well.”

Home ownership rates have fallen, but they are now trending upward. Millennials are buying. They want to get into homes because it is cheaper than renting.

It was explained why that figure increased. “For many years, it was more expensive to buy than to rent.  It is now more expensive to rent.  In the surveys, millennials who rent say they are determined to buy a home, in fact, 73% of renter millennials plan to buy a home in the next three years.”

Another interesting fact that came out in the presentation focused on the recovery in the percentage of homeowners. That number had fallen from 69.2% in 2004 to 63.7% in 2015. “But this figure increased to 64.8% last year and is on a clearly increasing trend.”

A significant indicator of the permanence of homeownership is the percentage of owners age 35 and under, which rose from 34.5% to 36.5% in the last quarter of 2018.

This may have been the result of a change in the millennials’ home purchasing pattern. Today, 66% are determined to buy a home, which represents a fundamental change in attitude that has taken place in the past five years.

We did further research into the housing market and found an interesting article on mansionglobal.com, a website owned by News Corp. It quoted several economists who, a few months ago, reversed their earlier predictions of a troubled housing market this year. They did an about-face and declared that home prices are on track for growth in the coming months.

Those revisions, the article said, came about because of an unanticipated drop in mortgage rates.

Researchers at realtor.com – also owned by News Corp. — now say they expect U.S. home prices to rise nearly 3%, an increase from the previous forecast of 2.2%. Still, they say overall sales will basically flat line this year compared to 2018, but the decline should result in only a 0.3% drop by year’s end.

“The 2019 housing market is different than what we predicted in fall 2018, primarily due to an unexpected drop in mortgage rates in January 2019,” said Danielle Hale, realtor.com’s chief economist.

Mortgage rates peaked in November 2018, up to nearly 5%, discouraging home buyers at the end of 2018 and fueling predictions of a slowdown in the housing market this year. But the Fed changed course on its monetary policy tightening at the start of 2019 and chose to hold interest rates steady for the time being.

ÚLTIMOS ARTIGOS

Social Responsibility

Vamos Falar Português  Uma Fundação que tem ajudado a manter a cultura e a língua brasileira para as crianças filhos de brasileiros que vivem nos EUA. O Grupo Oxford mantém(...)

face linkedin twitter whatsapp

Brazil and Latin America Market Spotlight

Em painel dirigido pelo presidente da Oxford, advogados expõe aspectos tributários e legais de imigração para os EUA. O Presidente da Oxford Carlo Barbieri, foi convidado a ser o(...)

face linkedin twitter whatsapp

Guerra comercial EUA X China cria onda global de internacionalização de empresas

English Version Below Guerra comercial EUA X China cria onda global de internacionalização de empresas – Matéria publicada originalmente no jornal Noticia em Foco MT Pesquisa recente da Organização mundial(...)

face linkedin twitter whatsapp
ArabicChinese (Simplified)Chinese (Traditional)EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish