Ouça a entrevista na íntegra http://www.popmundi.com.br/noticia/53785/Franca-exportou-mais-cafe-do-que-calcado-em-2020-aponta-DNIACIF-

Com 52% das exportações, o café pela primeira vez na história superou o calçado que representou apenas 29% das vendas para outros países. Ao todo, Franca exportou US$ 118 milhões, variação 13,5% menor em relação ao ano anterior, mas com superávit de US$ 104 milhões.

Apesar na queda das exportações observadas no ano passado, a participação da cidade nas exportações do estado se manteve em 0,3%, o que indica uma queda geral em São Paulo como um todo.

O café no ano passado chegou ao total de US$ 61,8 milhões. Seu crescimento foi de 45,5% em relação ao ano anterior. Se comparados os resultados de 2018 e 2019, o crescimento chega a 1.219%. Já o calçado chegando a US$ 61,7 milhões. Em relação a 2019, a queda foi de 49,2%. 

Os principais países importadores dos produtos locais são os Estados Unidos, que representa 21% das exportações totais da cidade, seguido por Itália (16%) e Alemanha (10%).

Os dados foram apresentados em levantamento do IE-ACIF (Instituto de Economia da Associação do Comércio e Indústria de Franca) e do DNI-ACIF (Departamento de Negócios Internacionais da ACIF) mostrou que, pela primeira vez na série histórica do Ministério da Economia, iniciada em 1997, o calçado não foi o produto mais exportado pela cidade de Franca.

Na semana passada também Joe Biden foi empossado como presidente dos Estados Unidos. A relação de negócios internacionais geram grande expectativa com novo governo americano. 

Em entrevista pela Rádio Imperador e portal Pop Mundi, o analista político internacional e economista, Carlo Barbieri, que atua nos EUA há mais de 30 anos, falou sobre as expectativas das primeiras medidas a serem adotadas pelo presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden.

Abrir Whatsapp
Precisa de ajuda?
Olá,
Como posso ajudá-lo?