Quando você faz o seu planejamento fiscal antes de imigrar para os Estados Unidos, pode haver consequências positivas ou negativas, depende, em muito, da preparação para a nova fase.

O número de imigrantes nos Estados Unidos continua crescendo, especialmente para a Flórida que continua sendo o destino preferido da maioria das pessoas, por verem como a melhor região para investir em ativos, conduzir negócios e, em muitos casos, obter residência permanente.

Os imigrantes que buscam residência nos EUA enfrentam inúmeras oportunidades no processo, assim como uma série de novas responsabilidades, incluindo impostos universais sobre a renda, propriedade e doações.

É muito importante se preparar com antecedência para mudar-se para os Estados Unidos – seja temporária ou permanentemente – o que é primordial para a manutenção sustentável da mudança.

Buscar conhecer e entender a legislação tributária americana antes de se mudar para o país, planejando e implementando uma estratégia tributária eficaz, seguramente economizará muitos impostos e terá a adequada preservação de patrimônio.

Uma análise detalhada da realidade é essencial. Por meio do planejamento pré-imigratório, na pesquisa de alternativas e estruturas jurídicas viáveis e legais, para que dividendos, aluguéis, receitas financeiras e outras receitas não sejam bi tributadas ou até isentas de tributação.

Importante ressaltar as possibilidades fiscais relevantes da mudança do Brasil para os Estados Unidos, o que requer análises e pesquisas com o auxílio de profissionais qualificados, utilizando a favor, as vantagens de imigrar para a América, com maior segurança, financeira e jurídica, bem como na buscar soluções inteligentes para, em conjunto com as regras tributárias dos EUA, ter as isenções que as leis permitam.

É necessário entender a forma como os Estados Unidos tributam, as regras de declaração e como é o procedimento, o chamado American Way, para não travar ou desistir quando se depara com a diferença cultural e principalmente com a abrangente tributação.

É preciso ter uma visão ampla quando se trata de planejamento tributário, e se inicia no Brasil, e já é preciso considerar as novas previsões de percentual tributário que deverá vir com reforma, em que sendo aprovada, há o aumento direto e exponencial no custo de vida dos brasileiros, não somente no imposto de renda, em dividendos, de distribuição de lucros, herança, produtos financeiros ou empresas estrangeiras, mas também no imposto sob serviços.

Portanto, o planejamento a fim de harmonizar as questões tributárias e patrimoniais através do melhor caminho legal, com o objetivo de minimizar os impactos fiscais da imigração e o pagamento de impostos desnecessários é plenamente possível e decisivo para sua mudança.

Hamanda Almeida

Assessora Jurídica, especialista em Direito Internacional

Carlo Barbieri

Economista, Advogado e Mestre em Direito Internacional pela Ambra University

Abrir Whatsapp
Precisa de ajuda?
Olá,
Como posso ajudá-lo?